Você quer mudar a sua vida?

Talvez essa seja a vontade de muitas pessoas. Seja por estarem em num relacionamento, trabalho ou morando em uma cidade que não está mais em sintonia com o seu atual momento de vida. Inevitavelmente o processo evolutivo do ser humano exige mudança, sair da zona de conforto, experimentar lugares e experiências desconhecidas. Como já sabemos tudo muda o tempo todo no mundo, mas muitas vezes paralisados pelo medo, não damos o primeiro passo rumo àquilo que nossa intuição deseja.

O momento ideal sempre será o agora. A transformação começa internamente. Não espere mudar somente quando realizar isso ou aquilo, ou quando conquistar bens materiais/recursos. Em muitas ocasiões, essa decisão acaba sendo prorrogada e o tempo é algo que não para. Já sabemos que na vida sempre haverá o momento certo, mas se não houver uma disposição para realizar a transformação, seja espiritual, profissional, melhorar a qualidade de vida, saúde, ou qualquer que seja o seu momento, isso não chegará até você. O movimento da mudança sempre começa internamente.

O tempo é algo precioso em nossas vidas, e trabalhar com ele a nosso favor, sempre será uma escolha consciente. E como o próprio Dalai Lama cita: “só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver”.

A vida é para ser contemplada durante todo seu caminho, em todas as suas fases. Portanto, aprecie tudo e todos à sua volta durante o trajeto. Esteja no estado de presença, escute a intuição e observe os sinais que te direcionam para onde seguir. Como já sabemos, tudo passa rápido, então o Natal já chegou, um ano novo inicia e qual é a mudança que você deseja hoje?

Elis

Facilitadora em Constelação Sistêmica

Constelação Individual ou em Grupo? O que devo escolher?

Constelação Sistêmica Individual

Esse atendimento é feito somente pelo terapeuta e o cliente. A constelação busca acessar informações do campo morfogenético, com o objetivo de identificar o emaranhamento que acomete o sistema, seja ele familiar ou organizacional.

Após isso é possível acessar as informações e as dinâmicas que ocasionam a situação.  O passo seguinte é utilizar os representantes para simbolizar o tema da constelação. Essa representação no atendimento individual é feita por bonecos, âncoras ou outros objetos.

O cliente seleciona os elementos e os posiciona a partir do seu direcionamento para o campo morfogenético.

A partir disso, é possível identificar onde está o desequilíbrio no sistema, em algumas situações o constelador entra no campo como forma de ter a percepção do olhar e posicionamento da situação que está sendo mostrada.

No livro “Constelações Familiares – O Reconhecimento das Ordens do Amor”, Hellinger explica que a validação das hipóteses do constelador se dá pelas reações manifestadas pelo cliente. De acordo com ele, a revelação faz com que o cliente adquira entendimento sobre seu sistema familiar e isso pode ser libertador.

Constelação Sistêmica em Grupo

O objetivo no grupo também é o mesmo do individual, utilizar o campo morfogenético para acessar o emaranhamento do sistema e ter informações reveladoras sobre o tema do cliente. Nesse tipo de constelação, as pessoas que estão participando do workshop serão os representantes do sistema do cliente.

À medida que o campo se abre e os envolvidos entram em contato com a dinâmica, eles passam a ser guiados pela energia do campo morfogenético.

Durante esse processo, acontece a observação do que se manifesta e o constelador busca validar as hipóteses junto do cliente, a fim de identificar a situação que desencadeou o emaranhamento no sistema familiar. Quando chega à resposta, então, se dá o momento de integrar o conflito.

O que acontece quando você participa de uma constelação como representante ou observador?

Como representante
Ao participar das histórias de outras pessoas podemos também encontrar soluções para nossa vida. Os representantes não são escolhidos ao mero acaso, e sim por um processo de ressonância, possuem temas ou situações semelhantes aos da constelação onde representam. Embora ninguém saiba das histórias uns dos outros, geralmente os representantes saem com uma percepção diferente para suas próprias questões.
Como observador
Apenas ao observar uma constelação, algo nos toca e nos movimenta internamente. Como observadores também somos envolvidos pelo campo e acessamos nossos próprios registros pessoais e familiares que podem também ser compreendidos e liberados.
A constelação nunca é para uma pessoa só, ela é para todos, segundo Bert Hellinger.

E o que é campo morfogenético?

A palavra morfo ou “morpho” vem do grego e significa: forma. Já o termo: genética, é oriundo da palavra gênese, que por sua vez significa origem. Portanto, os campos morfogenéticos podem ser entendidos como ordens e estruturas que dão forma aos padrões de comportamento. Esta teoria defende que todas as coisas possuem uma auto-organização, determinada por seus próprios modelos estruturais.

Pode-se dizer que estes campos mórficos são meios pelos quais circulam não energia, mas informações, ou seja, por onde comportamentos característicos são disseminados através do tempo e do espaço. Não são campos físicos ou estáticos, uma vez que são invisíveis e mutáveis e que possuem intensidade própria, que não perde força mesmo depois de sua criação. Deste modo, Rupert relata que tanto pessoas, animais como plantas podem adotar determinados padrões comportamentais sejam estes, bons ou ruins, herdados de gerações anteriores e do mesmo modo podem perpetuá-los para as gerações seguintes.

Para saber sobre a agenda acesse AQUI

Elis

Facilitadora em Constelação Sistêmica

O que é Constelação Sistêmica Familiar e Organizacional?

Constelação Sistêmica trata-se de uma abordagem da psicoterapia sistêmica fenomenológica, desenvolvida pelo alemão, Bert Hellinger, após suas pesquisas em empresas, organizações e famílias, buscando o diagnóstico e solução de problemas e conflitos.

O método estuda as emoções e energias, acumuladas ao longo da vida, que resultam em padrões de repetição de comportamento, sintomas, problemas de relacionamento, compensações ou desordens, e também possibilita reverter os aspectos negativos que geram desequilíbrio.

O psicoterapeuta, durante suas observações e estudos, percebeu que inúmeras experiências, especialmente as vividas no ambiente familiar são decisivas para o bem-estar emocional, de maneira especial aquelas experienciadas no convívio familiar. Observando esse aspecto pode concluir que muitas situações vivenciadas e acumuladas desde a infância torna os indivíduos parte de vários sistemas, que refletem em comportamentos e resultados na vida atual.

Sendo assim, as heranças emocionais herdadas, muitas vezes podem ser aspectos negativos e travar o processo de desenvolvimento pessoal e profissional.

Com isso, as heranças emocionais, muitas vezes podem ser aspectos negativos e travam o processo de desenvolvimento pessoal e profissional.

A Constelação Sistêmica se aplica em várias abordagens, que são representados por sistemas, seja familiar ou empresarial. Sistema é um conjunto de componentes interconectados, em que cada um desses tem seu lugar, e para que possam seguir com mais fluidez e leveza, existem as seguintes ordens que regem o pertencimento e equilíbrio, e quando respeitadas permitem uma vida com mais plenitude.  A Constelação Sistêmica pode ser aplicada de forma individual, com a utilização de artefatos que representarão a situação apresentada, ou em grupo aonde os representantes irão demonstrar o tema.

A Constelação Sistêmica, pode ser utilizada no que se refere ao desenvolvimento humano:

Constelação Sistêmica Pessoal

No momento de constelar sistemicamente a situação apresentada, quando a constelação for em grupo, outras pessoas são convidadas para esta representação, e são inseridas no processo para trazerem as informações de um problema específico, que o indivíduo (cliente ou paciente ou constelado) deseja e precisa superar em sua vida, para que assim, tenha a oportunidade de evoluir.

A constelação é conduzida, pelo constelador sistêmico, que a realiza através de uma representação em grupo. Assim, mesmo não tendo todas as informações sobre a vida do cliente, ou quem são as pessoas que participam do processo com ele, o terapeuta, aos poucos, vai localizando, por ordem de relevância, as pessoas que estão sendo representadas e identificando seu peso emocional na vida do paciente.

Desta forma, ele pode aplicar suas técnicas, para que o cliente ressignifique aspectos negativos de suas experiências (enxergar o lado positivo da questão abordada), e imprimir no cliente uma nova dimensão do problema, buscando a superação e o alcance dos seus objetivos, e da qualidade da vida, que este empecilho impossibilitava.

Constelação Sistêmica Profissional

Neste segmento da Constelação Sistêmica são abordadas questões que interferem no campo profissional. Podem ser traumas, medos ou ainda relações que impedem os profissionais de descobrirem os seus verdadeiros dons e talentos.

A Constelação Sistêmica pode ser aplicada no seguinte aspecto quando se refere ao desenvolvimento empresarial:

Constelação Sistêmica Empresarial

São abordadas questões que dizem respeito ao ambiente empresarial. A sessão da Constelação Sistêmica Empresarial aborda situações ligadas à liderança, hierarquia e até mesmo ao sentimento de pertencimento das pessoas que fazem parte da empresa.

O objetivo desta abordagem é promover a melhoria nas relações entre colaboradores e gestores, bem como entre líderes e stakeholders.

Benefícios que a Constelação Sistêmica pode trazer

São inúmeros e é por isso que a aplicação da Constelação Sistêmica tem se ampliado e hoje é utilizada nas mediações de conflitos do Poder Judiciário, no Sistema Único de Saúde (SUS), sendo uma das práticas integrativas.

Confira alguns dos benefícios à pessoa que estiver aberta para vivenciar e seguir com uma nova postura diante do fato, após um processo de constelação:

De forma resumida, pode se dizer que independentemente de onde a constelação está sendo aplicada, ela trará benefícios.

Para saber sobre a agenda acesse AQUI

Elis

Facilitadora em Constelação Sistêmica

Viver é relacionar-se

Aparentemente, nada nos falta de uma perspectiva espiritual, mas no plano humano existe algo para ser acalmado ou preenchido e aplacar nossa vontade de dar e receber amor. Isso faz com que possamos evoluir da esfera do “eu” e passar para o nós.

Em alguns momentos vivenciados durante a nossa infância experimentamos movimentos interrompidos. Trata-se de um trauma infantil, quando o filho (a) não conseguiu alcançar o objetivo do contato com o pai ou a mãe, então se sente triste, se irrita e, às vezes, se desespera. Essa irritação, esse desespero, essa tristeza, nada mais são do que a outra face do amor, um amor que não chega a cumprir seu propósito. Quando adulto, essa criança, pode ter um comportamento defensivo.

Mesmo que não tenha consciência ou lembrança desse momento de vida, é importante liberar essas memórias e render-se novamente ao fluxo amoroso da vida.

Essas experiências podem gerar bloqueios, como por exemplo: não ir ao encontro de um parceiro afetivo; não se entregar totalmente num relacionamento; ter relacionamentos com período curto de duração, sem se aprofundar, por questão da sensação de abandono, falta de confiança, medos, inseguranças, entre outros, gerando limitações para que a pessoa se entregue. Enquanto não houver consciência sobre a experiência vivenciada e a decisão da mudança, o padrão repetitivo poderá se prolongar por anos. E muitas vezes acreditando que o problema é com o parceiro afetivo, quando na verdade, a questão a ser olhada é para aquilo que foi experienciado na infância, pois em algum momento essa informação ficou registrada.

A Constelação Sistêmica Familiar é um método terapêutico que acessa informações contidas para liberação dessas memórias, com escolhas mais saudáveis para o relacionamento afetivo, resultando numa vida com mais confiança em si e nos outros, proporcionando que o indivíduo siga num fluxo com mais leveza e plenitude.

Conheça mais sobre esse trabalho AQUI

Elis

Facilitadora em Constelação Sistêmica